Departamento de
Traducción e Interpretación

BITRA. BIBLIOGRAFÍA DE INTERPRETACIÓN Y TRADUCCIÓN

 
Volver
 
Tema:   Deconstrucción. Psicología. Ensayo. Género. Teoría.
Autor:   Arrojo, Rosemary
Año:   1993
Título:   Tradução, deconstruçäo e psicanálise [Translation, deconstruction and psychoanalysis]
Lugar:   Rio de Janeiro
Editorial/Revista:   Imago
Páginas:   210
Idioma:   Portugués.
Tipo:   Libro.
ISBN/ISSN/DOI:   ISBN: 8531202930.
Colección:   Biblioteca Pierre Menard.
Índice:   1. A Que São Fiéis Tradutores e Críticos da Tradução? 2. As Relações entre Teorias e Políticas de Tradução 3. Laplanche Traduz o Pai da Psicanálise: As Principais Cenas de un Romance Familiar 4. A Tradução como Paradigma dos Intercámbios Intralingüísticos 5. A Tradução Passada a Limpo e a Visibilidade do Tradutor 6. Sobre Interpretação e Asceticismo: Reflexões em torno e a partir da Transferéncia 7. A Literatura como Fetichismo: Algumas Conseqüencias para uma Teoria da Tradução 8. Deconstrução, Psicanálise e o Ensino da Tradução 9. A Tradução e o Flagrante da Transferéncia 10. Maria Mutema, o Poder Autoral e a Resisténcia à Interpretação.
Resumen:   Neste volume, que reúne ensaios publicados em revistas especializadas do país e do exterior, bem como trabalhos inéditos, Rosemary Arrojo explora intersecções entre a tradução, a desconstrução e a psicanálise, dentro dos limites redesenhados da pós-modernidade. Entre seus muitos temas estão as relações difíceis entre "Original" e tradução, entre tradutor e autor, e entre tradução e literatura; a "fidelidade", sempre exigida e sempre impossível; a nova tradução francesa de Freud; a tradução como modelo de pedagogia. a literatura como fetichismo; e questões de interpretação suscitadas pela leitura de Cervantes, Borges e Guimarães Rosa. Bem-informado, cosmopolita, esté é um livro que marca época entre os estudos da tradução no Brasil, e deve interessar a todo leitor preocupado com a natureza da linguagem e do pensamento. [Source: Author]
Comentarios:   New ed. in 2000.
Impacto:   1i- Pym, Anthony David. 1997. 2514cit; 2i- Baker, Mona (ed.) 1998. 2506cit; 3i- Carbonell i Cortés, Ovidi. 1998. 62cit; 4i- Koskinen, Kaisa. 2000. 5537cit; 5i- Bohunovsky, Ruth. 2001. 1405cit; 6i- Hurtado Albir, Amparo. 2001. 20cit; 7i- Schumm, Petra. 2002. 2274cit; 8i- Amorim, Lauro Maia. 2003. 1023cit; 9i- Machado, Carlos. 2005. 3992cit; 10i- Martins, Márcia Amaral Peixoto. 2006. 1022cit; 11i- Stupiello, Érika Nogueira de Andrade. 2006. 1020cit; 12i- Cardozo, Mauricio Mendonça. 2007. 810cit; 13i- Oliveira, Alessandra Ramos de. 2007. 1550cit; 14i- Silva, Gisele Dionísio da. 2009. 3144cit; 15i- Biasotto-Holmo, Milenne. 2010. 3271cit; 16i- Leal, Alice. 2014. 5426cit; 17i- Pires, Maria Amelia Lobo. 2014. 6648cit; 18i- Dinarte, Luiz Daniel Rodrigues & Angela Russo. 2015. 6270cit; 19i- Fernandes, Fabiano Seixas. 2015. 6290cit; 20i- Grossegesse, Orlando. 2015. 5884cit; 21i- Cruz Romão, Tito Lívio. 2016. 7146cit; 22i- Fernandes, Fabiano. 2017. 7478cit; 23i- Meirelles, Ricardo. 2018. 7654cit
 
 
2001-2019 Universidad de Alicante DOI: 10.14198/bitra
Comentarios o sugerencias
La versión española de esta página es obra de Javier Franco
Nueva búsqueda
European Society for Translation Studies Ministerio de Educación Ivitra : Institut Virtual Internacional de Traducció asociación ibérica de estudios de traducción e interpretación