Departamento de
Traducción e Interpretación

BITRA. BIBLIOGRAFÍA DE INTERPRETACIÓN Y TRADUCCIÓN

 
Volver
 
Tema:   Psicología. Ensayo. Género. Terminología. Español. Portugués. Alemán.
Autor:   Salgado, Ana Rachel
Año:   2015
Título:   Tipologia de termos da psicanálise: um estudo para a tradução espanhol x português [Typology of terms of psychoanalysis: a study for the Spanish-Portuguese translation]
Lugar:   São Leopoldo (Rio Grande do Sul) http://www.repositorio.jesuita.org.br/handle/UNISINOS/4947
Editorial/Revista:   Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS)
Páginas:   144
Idioma:   Portugués.
Tipo:   Tesis.
Disponibilidad:   Acceso abierto
Resumen:   A presente tese, motivada pela ideia de facilitar a prática da tradução, teve por objetivo descrever e analisar, em uma perspectiva contrastiva, termos da psicanálise em contexto no par de idiomas espanhol x português. O referencial teórico que embasou nossa pesquisa utilizou-se dos estudos da vertente funcionalista da tradução (VERMEER, 1994; REISS; VERMEER, 1996; NORD, 2006), que postulam que a tradução é um processo e que o texto traduzido deve cumprir com uma função comunicativa para o público ao qual se destina; dos estudos da Teoria Comunicativa da Terminologia (CABRÉ et al, 1998; CABRÉ, 2002) e da Linguística de Corpus (BIBER, 1993; BERBER SARDINHA, 2000; SINCLAIR, 2005; ALUÍSIO; ALMEIDA, 2006). Inicialmente, selecionamos oito termos em língua espanhola a partir do Tesauro da Asociación Psicoanalítica Argentina (APA) e, a seguir, verificamos os equivalentes de tradução em língua portuguesa propostos em dicionários especializados e não especializados – um total de 12 equivalentes. A etapa seguinte foi a pesquisa por contextos, realizada em dois corpora de textos especializados compilados pela pesquisadora, constituídos por artigos publicados na Revista Uruguaya de Psicoanálisis (espanhol) – uma publicação da Asociación Psicoanalítica del Uruguay – e na Revista Ágora (português), publicada pelo Programa de Pós-graduação em Teoria Psicanalítica da UFRJ. Tendo em vista o fato de que a psicanálise é uma área na qual é comum encontrar palavras do léxico geral que, naquele contexto, têm um status de termo, na pesquisa dos termos focamos na identificação dos seguintes itens para cada termo selecionado e para seu(s) equivalente(s): 1) se uma mesma unidade lexical aparecia nos textos especializados sendo utilizada em sentido especializado e não especializado; 2) os tipos de formação de termos compostos (adjetivação, sintagma preposicional); 3) os co-ocorrentes mais comuns quando a unidade estava sendo utilizada em sentido especializado (outros termos, verbos, adjetivos...); 4) formação de fraseologias especializadas e, 5) os co-ocorrentes mais comuns quando a unidade estava sendo utilizada em sentido não especializado. Com base nessas características, foi possível identificar relações sintáticas e semânticas entre os termos e realizar uma classificação tipológica dos mesmos que, acreditamos, possa ser útil nos contextos de ensino e prática profissional da tradução e também para o ensino de língua para fins específicos no par de idiomas espanhol x português, com possibilidade de aproveitamento em outros idiomas e/ou áreas de especialidade. [Source: Author]
Agradecimientos:   Record supplied by Katia Aily Franco de Camargo (Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN)
 
 
2001-2019 Universidad de Alicante DOI: 10.14198/bitra
Comentarios o sugerencias
La versión española de esta página es obra de Javier Franco
Nueva búsqueda
European Society for Translation Studies Ministerio de Educación Ivitra : Institut Virtual Internacional de Traducció asociación ibérica de estudios de traducción e interpretación